quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Desculpe por (não) mudar.

É triste ver como as pessoas mudam, rs. Em um instante está tudo bem, você tem certeza de que tem tudo sob controle, e em um piscar de olhos percebe que perdeu tudo que tinha. Até você mesmo muda e nem percebe... ou percebe e muda por que quer.
Desculpe por ser brincalhona ^^. Aliás, acho que é por isso que você acha que não tenho sentimentos. Rir de problemas, revidar "ofensas" com uma zoação me faz parecer idiota, MAS E DAÍ? 
Me desculpe por não ser tão esperta como VOCÊ queria que eu fosse e não notar que só o que tenho não é suficiente. Afinal, o mundo de hoje é feito de futilidade! E viva a falta de inteligência! Não sei nem porque tô falando isso, mas agora vou até o fim.
Quando comecei a escrever isso, tava muito arrasada. Agora já tô voltando ao normal. Na verdade, nem vou divulgar isso aqui. No momento, estou com uma dor de cabeça muito forte, o estômago doendo e ouvindo essa música aqui. É, acho que não tô muito bem. Tô sentindo vontade de morrer, mas vamos em frente, fiel blog.
Não sou do tipo de pessoa que volta atrás na palavra, (não que isso seja uma "lei" minha, mas simplesmente procuro não voltar.) meu orgulho é realmente muito idiota, mas não posso fazer nada quanto a isto.
Mas, o que eu mais odeio em mim, ainda não é meu orgulho, é não seguir os conselhos que eu mesma invento. Eu queria tanto ser mais forte... Eu queria tanto ser diferente, ser mais normal... Infelizmente, se eu fosse normal deixaria de ser a Vick. Não me importo em ser sistemática, essa é a fórmula para tudo.
Tenho certeza de que deixei minha marca. Que fui a mais verdadeira possível e não me arrependo de nada. (:


Enfim, desculpe por ter sentimentos.



Provavelmente, 'você' não está lendo isso. Sabe porquê? Por que 'você' nunca se interessou pelo quê eu penso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Converse comigo! E deixe seus pensamentos extraordinários aqui <3